A Matriz de Referência é um documento que sintetiza o que é avaliado em uma avaliação externa, ou seja, é a resposta para a pergunta: “ o que cai na prova?”. Ao contrário da maioria das avaliações internas e outras provas de vestibulares e concursos públicos, as avaliações externas padronizadas aplicadas no Brasil optam por organizar os componentes do exame em habilidades (ou descritores) ao invés de em uma lista de conteúdos. É por causa desta opção que o documento se chama “matriz” e não lista; na matriz, as tarefas cognitivas e os conteúdos são cruzados de maneira a formular as habilidades (ou descritores).


As redes educacionais costumam definir matrizes de referência para cada ciclo e área do conhecimento. Elas são elaboradas a partir de parâmetros curriculares e de expectativas de aprendizagem pré-estabelecidas.



Vale ressaltar que as matrizes de referência das avaliações externas não devem ser encaradas como currículos regionais. Elas são apenas um recorte de um currículo e possuem diversas limitações como o fato de serem restritas a habilidades que podem ser avaliadas por itens (questões).