Toda habilidade é estruturada por uma tarefa cognitiva + um conteúdo + um contexto, portanto, trabalhar habilidades na escola não exclui trabalhar os conteúdos. 


Exemplo:
O aluno só será capaz de dominar a habilidade  “resolver situações problema envolvendo variação entre grandezas” se souber o que são grandezas e como elas podem variar.


Dependendo do nível de complexidade da habilidade que o professor deseja trabalhar (ver a Taxonomia de Bloom Revisada, disponível abaixo), diferentes intervenções podem ser utilizadas.



taxonomia_de_bloom.png



Nós elaboramos um documento com sugestões de intervenções para cada uma das 120 habilidades da Matriz de Referência do Enem. Essas atividades são baseadas no uso de exemplos interdisciplinares em sala de aula, como:

  • identificação de conteúdos em textos diversos;

  • reflexão individual do aluno sobre quais situações aquele conteúdo pode ser aplicado;

  • discussão sobre a intenção dos autores ao escreverem seus textos, com suas diferentes linguagens e em diferentes contextos;

  • reflexão individual por meio de músicas produzidas em diferentes momentos da história brasileira;

  • discussão de textos em linguagem não verbal;

  • tradução de situações cotidianas na linguagem matemática;

  • treino para a seleção de informações matemáticas importantes;

  • demonstrações de experimentos visando a fixação de padrões por meio da visualização;

  • exibição de vídeos com posterior produção de relatórios;

  • conexão de assuntos conhecidos pelos alunos, com temas que ainda são desconhecidos.


Faça o download do material completo em: "Trabalhando as habilidades do ENEM em sala de aula"


Faça download da Taxonomia de Bloom Revisada clicando aqui!